© 2023 por Tipo Diva Blog | Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon

Primeiro Campeonato de Jiu Jitsu

20.02.2017

Oi gente!!! Eu sumi né? As aulas na faculdade começaram e estou tentando me medicar bastante! Mas de qualquer forma vou sempre tentando arrumar um tempo para postar alguma coisa aqui (e tem muita coisa para postar!! falta tempo mesmo). No dia 12 de fevereiro participei do primeiro campeonato de Jiu Jitsu!!! O campeonato aconteceu em Santo André (perto da faculdade que estudo) e foi o Circuito ABC. Já tinha feito a inscrição há um mês mais ou menos porque fiquei com muita vontade de participar depois que fui torcer pelos meus amigos no campeonato interno do mestre Barbosa. Mas não avisei ninguém da equipe, estava com receio de não conseguir obter um bom resultado ou não bater o peso necessário. O sensei não gostou muito da minha clandestinidade, porém foi com as melhores intenções (juro!!!!! hahahaha). Competi na categoria até 55Kg - faixa branca. 

Competir não é uma obrigação onde eu treino, vai quem quer, quem tem vontade!! Eu resolvi participar visto que é possível experimentar sentimentos autênticos, novos, genuínos. E, sobretudo, relacionados à natureza humana. Além disso, praticar o que aprendemos na rotina de treinos em um campeonato, nos permite observar melhor nossas falhas, erros e principalmente nos ajuda a superá-los. Porque ninguém perde nada, há sempre um aprendizado decorrente de cada situação. A postura diante do local da luta, dos adversários, do juiz demonstra nosso respeito pelo esporte e tudo que o envolve. Eu perdi a primeira luta e não lutei mais. O que fica: o experimento de um sentimento único, novo e especial. A percepção do momento, a vivência daquele presente e a concentração no aqui, agora é incrível. Quando pratico Jiu Jitsu estou presa/concentrada no presente e isso é precioso em um mundo no qual a ansiedade, o "sofrer antes", o futuro se instalam no pensamento e o dominam. Se eu tivesse que dar um conselho? Vá! Experimente uma vez! Não vai perder nada! Mas seja comprometido com essa decisão, treine e se mantenha dentro do peso (fiz jejum porque descuidei um pouco disso e bateu um medo de passar do peso!). E no momento da luta dê seu melhor! O seu adversário tem a mesma configuração corpórea que você: mão, pernas, braços... o que te difere é sua mente! Mantenha sua mente com uma atitude resiliente, persistente!! Quem ganhar, ganhou! Isso é o de menos. Mas você deu seu melhor? Se concentrou? Na primeira luta, devo confessar, não é fácil!! Tudo na vida é prática, é ultrapassar os limites do medo e insegurança e se jogar dando seu melhor, mantendo seu pensamento no presente, na ação! Se está sentindo aperto/pressão/incomodo uma hora passa! Aguenta! E se joga! 

Depois da competição eu voltei para o treino tentando não repetir meus erros. Repetir, corrigir, melhorar! Esse comportamento faz qualquer pessoa ser capaz de vencer obstáculos e adquirir a melhor configuração de si mesmo. O que decorre do esforço, seja ele qual for, é sempre digno de admiração e respeito. O treino depois da competição foi um dos melhores da minha vida. Agora finalmente eu começo a entender o que é o Jiu Jitsu e não apenas me movimentar inconscientemente. Mente e corpo são um só, se estão em sintonia tudo flui! Ainda estou em busca por uma constância nos treinos, ou seja, manter um treino eficaz mesmo que exista um mundo fora do tatame ou dores corporais ou problemas dos mais variados possíveis. É mais uma vez um dos ensinamentos do Jiu Jitsu: manter o comportamento exatamente igual independente do cansaço físico ou mental. Até porque, a equipe toda depende da postura de cada um no treino, do comprometimento, da concentração... essa é uma das metas!! Enxergar o Jiu Jitsu como parte da vida, mas não deixar que nada atrapalhe o sagrado momento do treino. E (SEMPRE) sair melhor do que entrou no tatame!

Ah! Já ia me esquecer! Ganhei o prêmio de atleta revelação na faculdade! Uma forma descontraída da Atlética parabenizar todos os alunos que fazem algum esporte e representam a faculdade. A entrega do prêmio aconteceu na primeira cervejada do ano, mas como não fui, o sensei entregou no treino! 

 

Competir não é sobre ganhar ou perder! É sobre aprender a resistir e dar seu melhor. Estar no aqui/agora inteiro, corpo e mente, um só em busca  do desempenho digno e respeitoso de Jiu Jitsu. E se mais competições vierem, mais ensinamentos virão e eu vou compartilhar com vocês a alegria de viver esse esporte que me transforma a cada treino.

 

Please reload

Posts Relacionados

Please reload