© 2023 por Tipo Diva Blog | Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon

Práticas de Yoga

09.04.2018

Faz tempo que não escrevo sobre yoga né? Mas continuo praticando e cada vez curtindo mais. Para quem não sabe, pratico yoga na faculdade em que eu estudo, a UFABC, há um ano mais ou menos. Yoga é algo que eu gosto muito de praticar e veio pra minha vida através da meditação. Depois de um retiro de meditação que eu fiz na Brahma Kumaris comecei a me interessar por todo esse Universo, incluindo yoga. A busca pessoal por autoconhecimento sempre fez parte da minha vida, em alguns momentos mais, em outros menos. Comecei a meditar e praticar yoga justamente para retomar essa relação comigo mesma, muitas vezes abalada por pessoas, experiências, frustrações, criação de expectativas, baixa autoestima, falta de amor próprio. Quando passei na faculdade e percebi que a vida adulta estava começando de verdade resolvi ressignificar essa nova fase. Mudar o olhar diante da situação. Primeiro veio a alimentação saudável, rotina de treinos voltados para o corpo físico que é importante também uma vez que é o veículo da alma. É por meio dele que a alma se expressa no mundo material e devemos cuidar com amor e respeito sem se apegar às aparências, por saúde. Saúde é tão importante! Sem ela a gente não faz nada. Depois veio a vontade de cuidar do meu lado espiritual e a partir daí conheci esse Universo incrível de yoga e meditação. Não consigo imaginar minha vida diferente. E sou grata por todos os caminhos me levarem até aqui. Nunca me identifiquei tanto com um modo de viver a vida, um estilo de vida. Além de tantas outras lições que essa jornada me trouxe, o modo de lidar com as situações sem se apegar a elas, tentando compreender ao máximo e principalmente aprender com QUALQUER situação, boa ou ruim, certamente mudou a minha vida. Eu acredito com todo o meu coração que tudo que eu passo é para que eu aprenda e cresça, a partir disso eu lido com as situações sempre em busca da expansão da consciência através do amor. E como é bom saber que os aspectos superficiais da minha experiência material tem cada vez menos espaço na minha vida. Vaidade, orgulho, ego, julgamentos. A maneira que eu olho o mundo, as pessoas, a vida é como tudo isso me enxerga também. Se eu julgo as pessoas, é assim que elas me tratarão. E se ainda mudando sua postura as pessoas continuarem a te tratar mal, grosseiramente etc, lembre-se "Um insulto é como um presente, se você não o aceita, de quem é o presente? Da pessoa que presenteia." Não aceite esse tipo de tratamento, você não merece! Deixa a pessoa ficar com o insulto para ela, sua paz é sagrada! É inacreditável como toda mudança começa conosco. Dentro de nós. Tudo muda. Yoga me ensinou a respeitar minha jornada pessoal, a aceitá-la. Sem comparações. Sem críticas. Sem cobranças. A cada aula conquisto um pouquinho mais das posturas, desfaço os nós do meu corpo, crio espaço no meu corpo e consequentemente na minha mente. A prática de yoga me coloca em contato com minhas limitações, dificuldades, e diante disso me auxilia a emanar luz em todas essas questões. Além de me ajudar a amar o feminino que existe dentro de mim, e nas outras mulheres. A respeitar, a entender, a se colocar no lugar. Enxergar a luz dentro de nós é o principal caminho para enxergarmos a luz nos outros. A evolução na prática é perceptível, mas o que muda e realmente importa, ninguém pode ver. Eu amo muito praticar! Tenho orgulho da minha jornada pessoal e imensa gratidão ao Universo por me levar a caminhos tão lindos, conhecer pessoas incríveis, viver momentos únicos. Isso é felicidade. Meu coração se enche dela toda vez que penso no quanto eu sou abençoada. Essas são algumas fotos de uma manhã cheia de amor com a minha prof de yoga. Enalteçam a mulher que existe dentro de vocês e reconheçam a luz de todas as mulheres. Essa conexão é incrível. Nos cura dos condicionamentos, das rivalidades, das comparações, das disputas, dos padrões. Se respeitem e se amem, mas de verdade. Isso é feminismo para mim. Fácil falar, difícil é vivenciar e se livrar das amarras e armadilhas do ego e de tudo que a sociedade impõe. Não sou muito de levantar bandeiras, nem sou realmente comprometida com o movimento, nem tão pouco sou militante. Mas me considero feminista justamente por me esforçar para conquistar essa mudança interna. O discurso é lindo e eu acredito nele, mas ninguém fala sobre o movimento ser de dentro para fora. E por isso praticar o feminismo de verdade é tão difícil, ninguém está disposto a mudar padrões internos. É realmente trabalhoso. Mas tão lindo quando conquistamos. Todas nós fomos ensinadas a nos odiar, a agir sempre no sentido da separação. Assim perdemos força e mais ainda não nos respeitamos, não nos amamos, não nos admiramos. E quanta coisa perdemos agindo assim! Quanto do meu crescimento eu devo a mulheres incríveis que passaram pela minha vida. Não se limite. Não aceite padrões comportamentais, esse não é o único caminho. "Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre. Porque alguém disse e eu concordo que o tempo cura, que a mágoa passa, que decepção não mata. E que a vida sempre, sempre continua". Por que optar pelo ódio se o amor é SEMPRE possível? Tem coisa melhor do que ser amiga de uma prof de yoga?

 

 

E para quem for da UFABC ou até pra quem não for, eu super recomendo as aulas da minha prof! Ela é incrível. O insta dela é @polianaaldaires. Só entrar em contato para mais informações. Se permita experimentar! Yoga é conexão. Com você mesmo, com o Universo, com as pessoas. É lindo demais.

 

Please reload

Posts Relacionados

Please reload