© 2023 por Tipo Diva Blog | Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon

Sobre inspiração e comparação

30.07.2018

Faz duas semanas que eu não posto no blog, ai que saudade! Desculpa por esse sumiço!! O post de hoje é sobre algo que eu sempre penso e gostaria de compartilhar com vocês. Desde que criei esse blog sempre busquei que esse espaço fosse uma fonte de inspiração, troca de sentimentos e energias boas e informações, dicas, enfim! Algo positivo. Assim como eu sofri a influência de outras meninas, principalmente no instagram, que também adotaram um estilo de vida saudável. Mas atualmente muito se discute sobre a influência negativa das redes sociais, sobretudo porque nem sempre do que se mostra é real. Certamente, acho que devemos ser menos ingênuos quando lidamos com as redes sociais uma vez que existe mesmo muita mentira, falta de sinceridade e tudo mais. Eu de coração não gosto de viver desconfiando das coisas e das pessoas. Na real, eu detesto. Eu amo a sensação de poder confiar sem me preocupar, sem questionar... poder confiar me traz paz. Pensando sobre isso me veio à cabeça que talvez as pessoas estejam confundindo inspiração com comparação. E aí entra a nossa postura diante desse monte de informações com as quais temos contato na internet. Eu não acredito (ou não quero acreditar) que alguém posta as coisas para gerar sentimentos ruins, para diminuir os outros ou causar discórdia ou o que quer que seja de negativo. Depois que li um livro do Prem Baba sempre fico com uma pulga atrás da orelha sobre a possibilidade do nosso ego se apropriar até das nossas melhores intenções. Mas essas são questões sobre autoconhecimento e sobre descobrirmos os aspectos do nosso inconsciente. (Lembrei de uma frase do Jung: "Minha vida é um relato da autorrealização do inconsciente"). Os posts aqui no blog são quase um retrato fiel do que se passa na minha mente, é até engraçado hahahaha no meio de um pensamento eu lembro de uma frase, de um autor. Ou penso em várias outras coisas. O texto sempre é interrompido por isso. Enfim... tirando as questões (e são tantas!) psicológicas mal resolvidas, eu sinceramente acredito na boa intenção das pessoas. A comparação nunca é saudável nem positiva, a gente tem que compreender que cada um tem uma jornada única e com isso cultivar amor próprio, respeito, carinho, muita compreensão com a gente mesmo. Acho que talvez algo que nos faz mal diz muito mais sobre nós, sobre como recebemos aquela informação, do que sobre a intenção dos outros. E digo, por experiência própria. Eu já me comparei muito (e ainda me comparo) e todas as vezes que isso acontece eu tento refletir e pensar o que em mim isso afeta. Eu realmente acho que ninguém me causa raiva, ninguém me provoca tristeza, eu sou responsável por isso. Esse é o meu jeito de lidar, isso diz sobre mim antes de mais nada. Ninguém é perfeito, situações como essa acontecem mesmo sobretudo com nós mulheres que fomos desde sempre ensinadas a nos comparar, a competir, a nos odiar. Já parou para pensar o quanto é difícil sinceramente sentir admiração por outra mulher? Sempre há uma busca por defeitos, falhas, imperfeições. Mas isso diz sobre você. Sobre suas falhas, defeitos e imperfeições. Isso não é um julgamento, nem nenhuma crítica. É só como eu enxergo e foi muito importante adquirir essa consciência para mim. A partir disso eu busco desconstruir padrões, acolher minhas sombras, meus erros, falhas e imperfeições, aceitar minha jornada pessoal, me orgulhar dela e ser muito, muito grata. Quero cada dia mais me inspirar em mulheres maravilhosas que eu vejo no instagram, por exemplo, para que eu possa buscar a minha melhor versão, e não para ser igual a ninguém ou me comparar a ninguém. Então de coração, esse blog foi criado pra inspirar e ser fonte só de coisas boas. Não para gerar qualquer tipo de comparação e desconforto. Que aqui seja uma casa onde só se habita boas intenções, luz, inspiração, amor, respeito, sinceridade. Esse blog é fruto das mais belas vibrações da minha alma. É meu desejo que você sinta a felicidade que mora em mim quando eu viajo, quando eu cozinho, quando eu treino... é tanto que nem cabe em mim. Preciso transformar em palavra, em poema, eternizar nas fotografias. Antes de mais nada se conheça, busque autoconhecimento! Situações que geram algum tipo de comparação e sentimentos ruins são boas oportunidades para isso. Assim a gente deixa de se importar com coisa que não importa. Passa a se valorizar, a enxergar nossas qualidades infinitas, a ter acesso ao oásis de coisas boas que existe dentro de nós. Não tem problema que outro faça várias poses bonitas de yoga, ou tenha um corpo sarado ou sei lá o que. Tá tudo bem! É a jornada dele, deixe-o se expressar no mundo e brilhar também. Preocupe-se com a sua jornada, em buscar sua melhor versão. E daqui a pouco você vai ver que conseguirá também, seja inspirado por todas essas informações que encontra na internet ou na vida, que isso te motive! O movimento é interno sempre. Você é luz. Faz ela brilhar sem ofuscar ninguém :)

 

Please reload

Posts Relacionados

Please reload